terça-feira, 1 de setembro de 2009

Sadako Sasaki


Bom dia!!!!!
Hoje vou colocar para vocês a história de Sadako Sasaki!Acredito que a maioria dos leitores já conheça essa história,mas não poderia deixar de falar sobre ela aqui na Magia do Origami!

Sadako Sasaki foi uma menina japonesa que vivia a cerca de dois kilômetros do epicentro da bomba de Hiroshima, perto da Ponte Misasa. Ela só tinha dois anos de idade quando a bomba atômica lá caiu. Sadako não ficou ferida e até 1954 ela teve uma infância normal e feliz. Era uma boa aluna e uma criança de muita energia. Em 1954, com 11 anos de idade, enquanto ela corria no recreio, começou a se sentir mal e caiu no chão. Era a leucemia, à qual sua mãe chamava de "doença da bomba atômica".

A melhor amiga de Sadako, Chizuko Hamamoto, então contou para ela a lenda sobre alguém que fez mil grous (Tsuru em japonês) de origami e assim teve um desejo concedido pelos deuses. Com suas próprias mãos, Chizuko lhe presenteou o primeiro grou que ela própria havia feito num papel dourado. Sadako tinha a esperança de que os deuses lhe concedessem o desejo de voltar a correr de novo. Pouco tempo depois de haver entrado no hospital, Sadako conheceu um menino a quem lhe faltava muito pouco tempo de vida também devido à leucemia. Sadako lhe animou a fazer o mesmo com os grous, mas o menino respondeu: "sei que esta noite morrerei".

Durante a internação, Sadako teve tempo de sobra para fazer os grous de origami, mas faltava-lhe papel. Ela usava qualquer pedacinho de papel que pudesse achar, incluindo as embalagens dos remédios e suas bulas e ela até ia aos quartos dos outros pacientes para pedir o papel dos cartões de melhoras que eles recebiam. Assim, Sadako pensou que não seria justo pedir a cura somente para ela e então passou a pedir também a cura para todas as vítimas das bombas atômicas e também pediu paz para o mundo.

Na manhã de 25 de Outubro de 1955, a família de Sadako pediu para que ela comesse algo e Sadako pediu chá com arroz e, após provar um pouquinho, disse "Está bom". Estas foram suas últimas palavras. Sadako morreu naquela mesma manhã, na companhia da família. Ela havia completado 644 grous de papel. Seus colegas da escola, depois do seu falecimento, chegaram a completar os 1000 grous em sua homenagem.

Estes mesmos colegas, quatro anos depois, ajudaram a construir um monumento em homenagem a Sadako, no qual a estátua dela aparece segurando um grou dourado nas mãos (representando o primeiro grou que ela recebeu da melhor amiga). É um monumento que também é dedicado a todas as crianças que morreram por causa das bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki.

Ao pé da estátua de Sadako Sasaki há uma placa que diz:

Este é nosso grito.

Esta é nossa prece.

Paz no mundo.

Espero que tenham gostado da história!

Abraços,

Danikinha


7 comentários:

Fatima disse...

Oie!
ja tinha lido essa historia, mas eh sempre bom ler de novo.
Sempre me emociono, por causa dessa bomba, mtas pessoas passaram por isso, e por outras coisas horriveis.
Espero q um dia podemos ter a Paz no mundo, como todos desejamos.
bjs

Yuri Stávale disse...

Adorei a história, muito triste, mas demonstra o tanto que foi triste essa história toda da bomba. Tenho familia japonesa que vieram refugiados nessa época, muita tristeza mesmo. Mas a mensagem é linda, e é o que vale! Acho que vamos nos encontrar sábado no encontro! Até lá! beijos

Mila Silveira disse...

A historia eh linda!!!

Vou nos dias do encontro sim, nos encontramos lá!!!

Abraços!

Aline disse...

Dani, já conhecia... mas mesmo assim a história ainda me comove... Tanto tempo depois, tantos tsurus já dobrados com o mesmo pedido... e o mundo continua sendo um lugar violento...
Que nossas dobraduras consigam trazer a nós e a todos aqueles que as recebem um pouco de paz e alegria...

Abraços...

Olívia disse...

Linda história Dani!
bjo*

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Paz no mundo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails